Porquê é ser mulher na Rússia?

Ser mulher na Rússia pode ser um grande repto. Embora alguns brasileiros tenham viralizado na internet em um vídeo no qual causavam constrangimento a uma mulher russa ao falar palavrões em português, algumas mulheres já disseram em entrevistas que os homens russos também estão acostumados a praticar esse tipo de assédio depreciativo contra as mulheres.

O machismo na Rússia pode variar bastante de uma região para outra. O maior país do mundo tem uma ampla variedade de culturas e religiões, e isso influencia bastante no modo porquê as mulheres são tratadas em vivenda e na sociedade. De uma forma universal, vale a regra aplicada no Brasil: em centros urbanos com ressaltado nível cultural as mulheres possuem mais oportunidades de estudo, curso e desenvolvimento pessoal.

Em universal, os homens ainda acreditam que as mulheres devem se destinar somente ao conúbio e ao trabalho doméstico e, por rotina, uma mulher deve se matrimoniar até os 24 anos de idade!

Leis Controversas

Em 2017, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, aprovou uma lei bastante peculiar e preocupante para as mulheres. O presidente sancionou a lei pela qual mulheres que sofrem violência doméstica que deixa somente lesões superficiais, não podem dar queixa de delito.

Pronunciamentos conservadores

A deputada Tamara Pletnyova, da Rússia, fez um pronunciamento na véspera da Despensa do Mundo que demonstra o exposição tradicionalista presente no país. A parlamentar pediu para que as mulheres russas não tivessem relações sexuais com estrangeiros para evitar filhos mestiços e de outras “raças”.

Dificuldades no divórcio

Mulheres russas que quiserem o divórcio possuem esse recta lítico, mas podem enfrentar dificuldades, pois não existem leis específicas que garantam suporte à mulher em seguida a separação, porquê, por exemplo, subdivisão de bens, entre outras questões. Estes empecilhos legislativos podem realmente fazer uma mulher desistir do divórcio, mesmo que ela esteja infeliz no conúbio.

Mulheres homossexuais

Até 1993, a homossexualidade era delito na Rússia. 10 anos depois, o governo aprovou uma lei que instaurou a proibição da propaganda gay, onde os menores de idade devem ser preservados de teor LGBT. O cotidiano de mulheres homossexuais não é coisa alguma fácil em um país tão conservador.

Na Rússia, não dá para permanecer sem namorar!

“Permanecer” é coisa de brasílio. Na Rússia, homens e mulheres que se encontram com o objetivo de troca de carícias ou uns beijinhos durante uma sessão de cinema, já estão namorando!

Mulher Russa

Questão de nome e sobrenome

Na Rússia, o sobrenome das mães não é pretérito para os filhos, mas o do pai é. E ainda tem a questão do patronímico, com uso dos sufixos Evich e Ovich para o caso dos homens e Ovna e Evna para as mulheres. Estes sufixos são usados no nome do meio. Assim, o sobrenome do pai é pretérito para o fruto varão e acrescido de “vich”. No caso de filhas, o sobrenome do pai é pretérito para a pequena com o acréscimo de “ovna”. Confuso, não é mesmo? Mas já dá para saber por que todo mundo tem nome parecido.

Só mais um pormenor: as mulheres casadas substituem o sobrenome do pai, que geralmente fica no meio do nome, pelo sobrenome do marido.

Veja também:

Por que a violência fascina?

Quem cuida dos direitos humanos de vítimas de violência?

Curiosidades da Rússia

20 Curiosidades da Despensa do Mundo na Rússia 2018 que todo fã de futebol deve saber

Números da Despensa da Rússia 2018

Base deste teor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *