Uma vez que fazer para proibir uma pessoa?

Talvez a frase “proibir” pode toar porquê alguma coisa pesado, porquê se fosse um bloqueio, uma barreira, alguma coisa que impeça o progressão de alguma coisa ou alguém.

Esse significado modifica um pouco é associado a uma interdição de uma pessoa. E é por isso que nascente texto está sendo elaborado, para mostrar para as pessoas o real significado da vocábulo interdição, porquê solicitá-la, quem pode pedir, enfim, todas as informações sobre esse tema quebradiço.
Fique por cá e observe os tópicos inferior.

O que é a interdição?

A interdição judicial coisa alguma mais é do que quando uma pessoa se mostra incapaz de exercitar os seus atos de urbanidade. Com isso, o patrimônio da pessoa que sofre uma interdição passa a permanecer sob os cuidados de um adulto que é considerado capaz pela justiça. Seguindo o item 1.778 do Código Social, a mando do curador irá se estender à pessoa e aso bens dos filhos da pessoa interditada.

De maneira muito simples, quando a pessoa é interditada, ela deixará de fazer algumas coisas e passará a ser representada por outras pessoas, que normalmente é um membro da família, podendo ser o marido, a esposa, os filhos, os irmãos, entre outros.

Dessa forma, o interditado perde o recta de dirigir as suas próprias coisas, ficando tudo a missão do seu representante permitido.

Quem pode ser interditado?

Primeiramente, a interdição pode ser parcial ou totalidade, ou seja, a pessoa que foi interditada pode permanecer totalmente bloqueada para cuidar dos da sua vida e dos seus interesses, ou pode ser que ele precise ser representado em unicamente algumas coisas, mas não em tudo.

Assim, as pessoas com doenças graves, deficiência mental, portadores de problemas psiquiátricos, onde é constatado por um médico o estado da pessoa, são as pessoas que podem suportar uma interdição.

Em outros casos que fogem aos exemplos citados supra, a pessoa que está solicitando a interdição tem que ter provas contundentes de que a pessoa não tem as condições necessárias para cuidar da sua vida. Seus argumentos deverão ser muito bons para convencer o juiz a expedir tal interdição.

A lei social protege as pessoas interditadas contra golpes e armações dos membros da família, ou de qualquer outro interessado, que esteja agindo de má-fé.

O que fazer para solicitar a interdição de alguém?

Primeiramente, é preciso transfixar um processo numa Vara de Família. Outrossim, tem que ter um juiz de família decidindo o horizonte da pessoa fundamentado em documentos médicos, familiares e outros que possam justificar a incapacidade da pessoa em cuidar da sua própria vida.

Normalmente, é solicitada por alguém da família que tenha autorização da lei para isso. Ela entrará com uma ação e pedirá a interdição do parente, mas ela terá que ter provas de que pode assumir isso, e assim, a lei a autorizará a buscar um juiz de família para decisão de bloquear a vida da pessoa que será interditada.

Caso o juiz aceite o pedido, a pessoa que entrou com a solicitação ficará responsável pela pessoa interditada, agindo porquê seu curador, que é o nome oferecido, pela lei, a quem fica responsável pelas coisas do interditado.

Se você tem o interesse em proibir alguém da sua família, contate um jurisperito para entrar com a ação e pedir a um juiz de família que decida sobre o horizonte do interditado e o coloque porquê responsável pelo dia a dia da vida e das coisas do interditado.

Nascente texto tem caráter informativo, procure um jurisperito para sanar todas as suas dúvidas!

Base deste teor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *