Curiosidades sobre a Boeing

A Boeing é uma empresa que foi fundada na cidade de Detroit, nos Estados Unidos. A inauguração aconteceu no dia 1 de outubro de 1881. O responsável pelo promanação da empresa foi William Edward Boeing, formado em Yale, umas das mais tradicionais universidades do mundo. Antes de fabricar a empresa, ele trabalhava em uma indústria de estruturas de madeira. Leste conhecimento foi fundamental para o desenvolvimento do seu projeto.

Junto com George Conrad Westervelt, seu camarada, Wiliam queria fabricar, para uso na Primeira Guerra Mundial, um hidroplano de eminente padrão. Em 1916, o protótipo criado por eles, chamado de B&W 1, levantou voo e foi muito aceito pelos militares, que encomendaram muro de 50 aviões conhecidos uma vez que C-4, da logo recém-criada Boeing Airplane Company.

Nos períodos de crise no mercado de aviação pós-guerra, em 1918, a Boeing enfrentou muita dificuldade para sobreviver e expandiu sua extensão de atuação, fabricando móveis, bancadas, aparadores e até barcos.

Mesmo em um cenário de dificuldade, a empresa lançou, em 1919, o avião Boeing B-1, um protótipo muito pequeno, para somente 2 passageiros e 2 membros da tripulação, já contando o piloto.

Em 1920, mais um protótipo foi lançado, foi a vez do Boeing 8, um protótipo trimotor que acomodava 12 passageiros. A Boeing saiu na frente quando, em 1927, através da Boeing Air Transport, passou a realizar o serviço de correio distraído em áreas importantes, uma vez que as cidades de Chicago e San Francisco.

Em 1929, outra novidade, a avião 80 A, com capacidade para 18 passageiros e com uma aeromoça a bordo, o que era logo uma novidade.

Em 1933, a United Airlines, empresa de grande porte, fez a encomenda de 60 aeronaves Boeing 247, um avião moderno, que poderia chegar à Austrália em “somente” 85 horas, o que era um recorde para a idade.

A Boeing surpreendeu mais uma vez, em 1938, quando mostrou ao mercado a primeira avião com cabine pressurizada. Isso possibilitava voar em até 6.100 metros de fundura com segurança e menos turbulência.


Boeing Stratocruiser comprado pela United Airlines – Boeing Magazine, 1949. Crédito da foto: Smithsonianmag.

Para atender à Pan American Airlines, a Boeing inventou um hidroplano divulgado uma vez que Clipper, que tinha a capacidade de transportar até 74 pessoas e com uma estrutura dissemelhante, até com sala de jantar e suíte para noite de núpcias.

Boeing 314, California Clipper NC 18602, 1940
Boeing 314, California Clipper, 1940

Na idade da Segunda Guerra Mundial, a empresa fabricou diversos modelos para atender o mercado americano, uma vez que o 377 Stratocruiser e o B-29, leste último usado para jogar as bombas atômicas no Japão. Outros aviões que chamaram atenção na guerra foram o C-97 e o KC-97.

Depois da guerra, a Boeing conseguiu acessar estudos e tecnologias alemãs sobre aerodinâmica e propulsão, responsáveis pela construção dos modelos B-47 Stratojet e bombardeiro B-52.

A Boeing também aprimorou sua indústria aeroespacial, principalmente nos anos 60, quando o primeiro protótipo Boeing aterrissou no Brasil, a avião Boeing 707, vendida para a Varig.

Boeing 707 Varig
Boeing 707 Varig, 1960

A Boeing não parou de crescer para atender o mercado de aviação mercantil e, em 1965, lançou o 737,o protótipo mais comercializado na história da aviação.

Até 1990, a Boeing participou de diversos projetos com o governo dos EUA, além de fornecer ao mercado novas versões do 737 e outros modelos, uma vez que o 767. Na dezena de 90, a empresa viu a sua concorrente Airbus lucrar o posto de liderança na comercialização de aviões comerciais. A viradela se iniciou em 1997, com a produção de caças militares, uma vez que F-18 e F-15, além do Boeing 717.

F-18 Hornet
F-18 Hornet

F-15
F-15 Eagle

Uma inovação da Boeing para mourejar com a concorrência foi o lançamento do protótipo Sonic Cruiser, um protótipo supersônico para a risca mercantil. Embora repleto de tecnologia, o avião não ganhou apelo mercantil e a Boeing trabalhou com outros modelos mais populares para sobreviver no mercado, uma vez que:

  • Boeing 777Boeing 777
  • Boeing 737Boeing 737
  • Boeing 747Boeing 747
  • Boeing 787 DreamlinerBoeing 787 Dreamliner

A novidade cartada da empresa foi a fusão com a Embraer, em 2018, para lucrar mais produtividade na fabricação de jatos para atender a aviação regional.

Leia: Curiosidades sobre a Embraer

A Boeing em números

A sede da Boeing fica em Chicago, Illinois. O faturamento da empresa em 2017 foi de US$ 93.3 bilhões, com lucro de US$ 8.1 bilhões. A Boeing está em mais de 150 países ao volta do planeta. São muro de 140 milénio funcionários e 760 aeronaves fabricadas em 2017. Estima-se que, em todo o planeta, exista mais de 10 milénio aviões da Boeing realizando atividades civis e militares.

Veja também:

Curiosidades sobre Airbus

Base deste teor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *