Entomofobia

Recebe o nome de Entomofobia, ou ainda insectofobia, o pavor irracional e irregular, ou ainda a aversão aos insetos, podendo ser de qualquer tipo. Pessoas que sofrem desta doença normalmente acabam por exagerar a verdade, transformando o inseto em muito mais do que realmente é. Essa exigência culpa impaciência severa, ou ainda perda de controle e ataques de pânico. Quando em nível muito ressaltado, esta doença pode trazer problemas mais sérios e mais reais ao sujeito, que pode não querer trespassar de lar por pavor de encontrar insetos. É preciso, nestes casos, e ainda em casos mais leves, procurar ajuda psicológica, fazendo um comitiva. Entre as mais comuns, estão a apifobia, que é o pavor de abelhas; a aracnofobia, que é o pavor de aracnídeos; e a katsaridafobia, que é o pavor de baratas.

Em alguns casos, ainda, pode ter um resultado dessa exigência: o delírio parasitário, que é uma doença mental em que o paciente sente-se continuamente em formigamento, porquê se sua pele estivesse sendo escavada por insetos, ou ainda porquê se estivessem rastejando por sua pele. Nesses casos é geral a automutilação ou ainda o ato de prurir intensamente, podendo ocasionar ainda infecções cutâneas bastante graves. Outra consequência, porém mais geral, é um transtorno obsessivo compulsivo relacionado à limpeza, objetivando distanciar estes insetos do envolvente.

Quais são as causas?

Muitas podem ser as causas da entomofobia, até mesmo coisas simples. Uma delas é a questão ambiental, que está relacionada a eletricidade estática, a presença de mofo ou pólen, além de alérgenos domésticos, que causam dermatites e irritações na pele, levando o paciente a confiar que tem um ou mais insetos rastejando sobre a sua pele. Ou por outra, condições médicas e traumas, porquê retardo mental, hipertireoidismo, sífilis, entre outras condições médicas podem estar ligadas a fobia dos insetos.

Além destas, o divórcio ou a perda de um ente querido, um bicho de estimação ou qualquer traumatismo mais específico, problemas financeiros ou até mesmo multitarefas na vida pessoal ou profissional podem levar a essa exigência clínica. É difícil prever exatamente qual a culpa da doença, mas pode romper em diversos quadros clínicos.

Entomofobia, Medo de Insetos

Sintomas e tratamento

Os sintomas da entomofobia são a queixa excessiva e uniforme de picadas de insetos, a mania de limpeza excessiva, graus diferentes de automutilação, isolamento social, frequentes visitas a médicos, sedentarismo, obesidade, pesquisas constantes na internet sobre suas crenças sobre os insetos e até mesmo sintomas físicos porquê náusea, tremores, dores de cabeça, pranto e gritos ao ver insetos.

Apesar de mal documentado e sub-relatado, o transtorno da entomofobia pode ser tratado a partir de terapias combinadas com medicação, dessensibilização e psicoterapia, ou ainda o tratamento direto com um entomologista.

Base deste teor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *