Exclua o Facebook por um mês da sua vida e veja o quanto mais feliz você ficará

Pensamentos depressivos, polarização política e todo tipo de negatividade, infelizmente, estão cada vez mais presentes no nosso dia a dia. A saúde mental tem sido foco de nossas preocupações, mas o que realmente estamos fazendo para combater esse mal? Uma pesquisa recente sugere que excluir o Facebook do seu celular ajuda e muito na qualidade de sua saúde mental.

Um estudo feito em conjunto pelas universidades de Stanford e Novidade York revelou que remover o aplicativo do facebook ajudou significativamente no humor das pessoas. A pesquisa demonstrou que as pessoas que se afastaram do Facebook por um mês se tornaram menos ansiosas, solitárias e deprimidas se comparadas àquelas que permaneceram conectadas a rede social. Os dados foram coletados de 2.743 usuários do facebook.

Ao invés de permanecer horas rolando o feed infinito de notícias que roubam sua atenção, com coisas negativas e discursos dos seus familiares e amigos, carregados de ódio, pensamentos politicamente corretos sobre o mundo e discursos sobre de que lado você está referente ao governo, as pessoas estavam fazendo coisas que as tornavam mais felizes. O estudo mostrou que as elas passavam presencialmente mais tempo com amigos e familiares e não por meio de bate-papo, o que melhorou de forma significativa seu bem-estar de uma maneira universal.

Amigos conversando, passando tempo juntos

As pessoas além de estarem sendo mais sociáveis na vida real, estavam consumindo notícias menos políticas. Sem esse tipo de interferência do Facebook, as pessoas ficaram mais pacíficas em relação as suas opiniões.

Porquê todo tipo de tecnologia, a dica de ouro é ter controle e conhecimento, faça uma reflexão interna: será que estou vivendo mais nas redes sociais do que na vida real? Se sim, faça alguma coisa mais útil, pare de perder tempo com as redes sociais e desenvolva alguma habilidade, leia qualquer livro, brinque com seu rebento, converse com seus amigos, faça alguma coisa que lhe dá prazer.

Base deste teor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *