Katsaridafobia

As baratas habitam normalmente lugares mais escuros e quentes, preferencialmente onde haja exuberância de provisões. Durante a noite ou quando há privação de luzes, saem de seus esconderijos passando a procurar por provisões.

Chamamos de Katsaridafobia o terror excessivo de baratas. Não se trata exclusivamente de um desconforto, mas de um tanto mais intenso. O terror de baratas pode ser uma resposta evolutiva, uma vez que nossos ancestrais da pré-história dormiam em cavernas e campos abertos, e nestas situações ficavam sempre alertas, mesmo em sono, aos insetos que andavam por seus corpos.

É bastante verosímil que o paciente com katsaridafobia tenha tido uma ou mais experiências negativas ou bastante traumáticas com baratas no pretérito. Crianças, por exemplo, que recebiam castigos ficando presas em um lugar sem iluminação que poderiam ter a presença deste inseto, podem terminar desenvolvendo quadros bastante sérios de katsaridafobia.

Barata

Muitas pessoas acabam sentindo-se extremamente desconfortáveis na presença de insetos, sendo a barata uma das que mais incomodam, sendo, portanto, a katsaridafobia mais geral do que imaginamos. Os sintomas envolvem a paralisia ou refrigeração das reações na presença do inseto, ou ainda reações uma vez que pranto e gritos, tontura e fraqueza, desmaios, aceleração dos batimentos cardíacos, aceleração da respiração, dores no peito e até mesmo ataques de pânico.

Barata de barriga pra cima

Apesar de ser um método bastante difícil e um pouco cruel, a terapia de exposição é uma das técnicas mais eficientes para terminar com o terror de insetos, uma vez que a barata, por exemplo. Trata-se de uma dessensibilização gradual, incluindo observar imagens de baratas, tocar baratas mortas, até chegar à presença delas, estando no mesmo envolvente sem que sofra ataques de pânico ou reações físicas significativas. Outra técnica bastante usada para o tratamento do terror de insetos, é a hipnoterapia, que se aprofunda, a partir da hipnose, na origem do terror, conseguindo modificar gradualmente os pensamentos sobre as baratas. Por término, temos a terapia cognitivo comportamental acompanhada da psicoterapia, que faz com que se racionalize ao invés de perder o controle, amenizando o terror do inseto.

Confira também:
20 curiosidades impressionantes sobre baratas

Não se deve, em hipótese alguma, menosprezar medos uma vez que estes, mas sim buscar ajuda de um terapeuta e de profissionais que possam ajudar no tratamento efetivo, tornando a vida muito mais simples.

Base deste teor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *