Médicos etíopes removem 122 pregos do estômago de paciente

Um caso bastante estranho aconteceu em um hospital localizado na maior cidade da Etiópia. Um paciente de 33 anos foi atendido por um grupo de médicos etíopes para a retirada de objetos pontiagudos que estavam dentro de seu estômago. Os médicos ficaram bastante impressionados com oriente caso.

Os profissionais de saúde removeram 122 pregos do estômago do varão. O paciente foi diagnosticado com doença mental. Ele aparentemente engoliu os 122 pregos, de quatro polegadas cada, de forma proposital.

Ou por outra, o varão também engoliu quatro alfinetes, um palito e pedaços de vidro quebrado. De congraçamento com os médicos etíopes que atenderam o jovem, os pregos de ferro e outros objetos pontiagudos foram extraídos do paciente, em um procedimento realizado em um hospital de Adis-Abeba, capital da Etiópia.

Segundo Dawit Teare, cirurgião do Hospital Especializado de São Pedro, o paciente de 33 anos sofre de doença mental há mais de 10 anos e parou de tomar a medicação há dois anos. Essa é a provável razão pela qual ele começou a consumir os objetos.

A operação do paciente durou duas horas e meia e foi considerada um procedimento multíplice. “Eu estou supondo que ele consumiu os objetos com a ajuda de água, no entanto, ele é uma pessoa de sorte, já que esses objetos afiados não cortaram seu estômago. Isso poderia ter levado a infecções graves e até a morte”, disse o cirurgião.

O paciente se recuperou muito em seguida a cirurgia realizada para remover os objetos que ele havia consumido, mas não há informações se ele voltou a realizar o tratamento medicamentoso para sua doença mental, um tanto importante para que o jovem varão não voltasse a ter oriente tipo de atitude.

Os médicos reforçaram os riscos deste tipo de comportamento. Engolir objetos pontiagudos pode levar à morte ou provocar diversos prejuízos à saúde de uma pessoa.

Manancial: Mid-day

Veja também:

Médicos retiram pedras, tampas de garrafa e moedas do estômago de um varão

Base deste teor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *