Rede de notícia quântica da China será à prova de hackers

A novidade rede de notícia quântica da China, localizada na cidade de Jinan, deverá mudar a criptografia mundial para melhor. À medida que os computadores se tornam mais poderosos, os métodos de criptografia atuais se tornam menos confiáveis, mas a China promete mudar essa verdade. Com a criptografia quântica, o país terá uma tecnologia-chave para prometer segurança totalidade aos dados. A teoria é que essa novidade rede de notícia seja à prova de hackers.

Apesar de ser um país com políticas restritivas no uso da internet, a China tem assumido uma posição de liderança no desenvolvimento de redes de comunicações e internet de última geração. A cidade de Jinan, por exemplo, está preparada para se tornar o núcleo das redes de comunicações quânticas no mundo, o que impulsionará a internet de Beijing-Shanghai quando o projeto for lançado oficialmente. Essa será a primeira rede de internet do mundo configurada para ser livre de ataques de hackers.

Leia também:
O que é um computador quântico?

Ao contrário dos métodos de criptografia que escondem a chave em problemas matemáticos difíceis, a notícia quântica e sua criptografia usam um emaranhamento de dados porquê truque. Concretamente, a chave é incorporada em fótons (partículas de luz) e enviada antes da mensagem criptografada, um método chamado de distribuição de chave quântica (QKD).

Dessa forma, a notícia se torna extremamente segura e evita qualquer tentativa que possa ser feita para interceptar a chave. O que é ainda mais impressionante é que a China possui a tecnologia para estender as comunicações quânticas em até 400 quilômetros.

No porvir, espera-se que a criptografia quântica resolva potencialmente todos os riscos e vulnerabilidades existentes nos dias de hoje. Definitivamente, a China está deixando o Poente para trás quando se trata desse tipo de tecnologia.

Segurança contra hackers

Recentes ataques de hackers, que afetaram grandes empresas mundiais, deixaram simples que está na hora de apostar em novas tecnologias de criptografia e segurança. Essa é uma das razões pelas quais a China está buscando a notícia quântica.

Além de empregar o conhecimento nas redes de internet e telecomunicações, o país também pretende usar essa mesma tecnologia para proteger a extensão de resguardo e de finanças de seu governo. O projeto-piloto já é considerado bem-sucedido e poderá ser usado em toda a China e em todo o mundo, afirmou Zhou Fei, Diretor-assistente do Instituto de Tecnologia Quântica do país.

Base deste teor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *