WordPress Multisite: Instalação e Configuração (atualizado)

O artigo anterior que estava publicado era de 2015 e já estava na hora de atualizar e como o WordPress passou por diversas atualizações e mudanças praticamente precisei criar do zero.

O conceito da plataforma Multisite e suas possibilidades de uso serão discutidas em outro post, só aproveitarei para relacionar algumas dúvidas frequentes em geral que recebo ou foram comentadas no artigo antigo.

  • A Multisite não instala o WordPress novamente para cada site que é criado na rede, somente alguns arquivos.
  • Usar domínios diferentes em cada site da rede requer um plugin adicional instalado e algumas configurações, mas é possível.
  • É possível criar uma página onde outras pessoas criam sozinhas seus sites dentro da sua rede. O próprio WordPress.com é construído desta maneira.
  • Multisite funciona em uma hospedagem compartilhada, mas não comportará muitos sites em uma rede só e a lentidão ficará cada vez mais intensa.
  • Caso vá trocar de hospedagem futuramente, procure algo como a Digital Ocean e Vultr. Não é tão complicado quanto você pensa.

Fique tranquilo, o processo de ativação é bem simples, exige pouco conhecimento técnico, porém é importante que você não tenha receio em mudar algumas linhas de código dentro do arquivo wp-config.

Algumas hospedagens possuem instaladores fáceis dentro do painel do usuário – maioria tem uma aplicação chamada Softaculous – que tem a opção de instalar um WordPress Multisite automaticamente, porém a grande maioria precisará acessar o servidor usando um software FTP para ativar as novas funções.

Particularmente eu tenho dois aplicativos FTP instalados e vou deixá-los como opção para vocês:

  • Fillezila
  • WinSCP

Um editor de texto voltado para programação também é indicado, mas não obrigatório. O Sublime Text 3 vai servir perfeitamente para esse propósito.

Primeiro Passo: Instale um novo WordPress

Não queira fazer essa instalação multisite – imagino que pela primeira vez – em um WordPress que está rodando, então crie uma nova instalação para isso.

Existe a possibilidade de instalar um WordPress no seu computador, local, sem a utilização de uma hospedagem cloud. Se tiver curiosidade em saber mais sobre isso, procure conhecer o XAMPP.

Segundo Passo: Escolhendo o tipo de Instalação

Instalar o Multisite permite a criação e controle de uma rede WordPress em uma única instalação, então a escolha que você precisa fazer será sobre como ficará o acesso externo (URL) :

  1. Subdomínios, exemplo: site1.wordpressmultisite.com.br
  2. Subdiretórios, exemplo: wordpressmultisite.com.br/site1

Mudanças no DNS precisarão ser feitas para usar a opção de subdomínios, o que talvez exija um conhecimento adicional sobre o assunto.

Terceiro Passo: Alterando o arquivo de Configuração

Com a nova instalação pronta, acesse a pasta principal dentro do seu servidor – aquele acesso FTP que comentei anteriormente – e procure pelo arquivo wp-config.php.

As primeiras informações serão de conexão com o seu banco de dados, seguido pelas chaves de segurança e depois disso você encontrará uma área como a da imagem.

Logo depois da linha que deixa o DEBUGfunção que registra e mostra os erros que estão acontecendo na instalação – você precisará inserir o código que ativa as funções do Multisite WordPress referente a opção de acesso que preferir.

Para instalar o multisite como subdomínio:

define('WP_ALLOW_MULTISITE', true);     define('WPMU_ACCEL_REDIRECT', true);   define( 'WP_ALLOW_MULTISITE', true );  define( 'MULTISITE', true );  define( 'SUBDOMAIN_INSTALL', true );  $base = '/';  define( 'DOMAIN_CURRENT_SITE', 'wordpressmultisite.com.br' );  define( 'PATH_CURRENT_SITE', '/' );  define( 'SITE_ID_CURRENT_SITE', 1 );  define( 'BLOG_ID_CURRENT_SITE', 1 );

Para instalar como subdiretório:

define('WP_ALLOW_MULTISITE', true);   define('WPMU_ACCEL_REDIRECT', true);     define( 'WP_ALLOW_MULTISITE', true );  define( 'MULTISITE', true );  define( 'SUBDOMAIN_INSTALL', false );  $base = '/';  define( 'DOMAIN_CURRENT_SITE', 'wordpressmultisite.com' );  define( 'PATH_CURRENT_SITE', '/' );  define( 'SITE_ID_CURRENT_SITE', 1 );  define( 'BLOG_ID_CURRENT_SITE', 1 );

Entendendo esses códigos. A linha que define WP_ALLOW_MULTISITE é a responsável pela ativação em si e a linha SUBDOMAIN_INSTALL define o tipo de acesso a sua rede.

Salve o arquivo e espere que o upload seja feito pelo FTP. Teste se o multisite foi ativado com sucesso acessando o painel da rede na URL: www.multisitewordpress.com.br/wp-admin/network (altere a parte do multisite para o nome do domínio).

Não aparece nada ou apresenta algum erro? Revise o processo e certifique-se que o arquivo foi salvo corretamente, é comum em algumas hospedagens o bloqueio de alterações em arquivos dentro do servidor.

CONFIGURAÇÃO OPCIONAL

Por ser uma instalação mais complexa e que usará uma quantidade maior de recursos da sua hospedagem, consequentemente levando a chances de travar ou cair o acesso eu sugiro que acrescente no seu wp-config.php o seguinte código:

define( 'WP_MEMORY_LIMIT', '128M' );

O valor, que no exemplo está como 128, pode ser modificado conforme a quantidade de memória que você deseja liberar para sua instalação. Não exagere e verifique o limite de memoria disponível na sua hospedagem.

Essa instrução fará com que a sua instalação tenha mais memória para trabalhar. Você também pode usar essa configuração no seu WordPress padrão e terá o mesmo efeito.

Quarto Passo: Configurando o acesso a Rede

Dentro do painel da sua rede WordPress procure, no menu lateral, pelo item Ferramentas > Instalação da Rede.

O primeiro quadro de configurações nós já adiantamos, logo a alteração final está no segundo quadro. Acesse novamente a sua instalação WordPress e procure pelo arquivo htaccess que estará em modo invisível, por isso é importante habilitar o seu software FTP para mostrar esse tipo de arquivo.

DICA: Não encontrou nem usando a opção de visualizar arquivos escondidos? Você pode estar usando uma hospedagem com o sistema NGINX que não faz uso de arquivos htaccess para controlar os acessos. Confirme com a sua hospedagem antes de alterar outras configurações achando que tem algum erro no seu WordPress.

Ao localizar o arquivo, selecione para editá-lo e substitua completamente o conteúdo por um dos códigos abaixo conforme a opção de uso que escolheu:

Instalações que usarão subdomínios:

RewriteEngine On  RewriteBase /  RewriteRule ^index.php$ - [L]    # add a trailing slash to /wp-admin  RewriteRule ^wp-admin$ wp-admin/ [R=301,L]    RewriteCond %{REQUEST_FILENAME} -f [OR]  RewriteCond %{REQUEST_FILENAME} -d  RewriteRule ^ - [L]  RewriteRule ^(wp-(content|admin|includes).*) $1 [L]  RewriteRule ^(.*.php)$ $1 [L]  RewriteRule . index.php [L]

Instalações que usarão subdiretórios:

RewriteEngine On  RewriteBase /  RewriteRule ^index.php$ - [L]    # add a trailing slash to /wp-admin  RewriteRule ^([_0-9a-zA-Z-]+/)?wp-admin$ $1wp-admin/ [R=301,L]    RewriteCond %{REQUEST_FILENAME} -f [OR]  RewriteCond %{REQUEST_FILENAME} -d  RewriteRule ^ - [L]  RewriteRule ^([_0-9a-zA-Z-]+/)?(wp-(content|admin|includes).*) $2 [L]  RewriteRule ^([_0-9a-zA-Z-]+/)?(.*.php)$ $2 [L]  RewriteRule . index.php [L]

Próximos Passos

Pronto, as configurações e alterações acabam por aqui! Você tem acesso a sua rede de sites e poderá começar a testar todas as novidades que a função multisite trouxe.

Acabei separando em artigos menores cada área do multisite, por isso fique atento aos próximos artigos que serão publicados. Dúvidas e sugestões é só descer nos comentários!

Facebook Twitter WhatsApp LinkedIn Telegram Google+ Pinterest Email Evernote Facebook Messenger Facebook Twitter Google+ Pinterest LinkedIn Email WhatsApp Evernote Telegram Facebook Messenger Com o seu canal configurado…

Facebook Twitter WhatsApp LinkedIn Telegram Google+ Pinterest Email Evernote Facebook Messenger Facebook Twitter Google+ Pinterest LinkedIn Email WhatsApp Evernote Telegram Facebook Messenger Editando um Link HTML Para…

Facebook Twitter WhatsApp LinkedIn Telegram Google+ Pinterest Email Evernote Facebook Messenger Facebook Twitter Google+ Pinterest LinkedIn Email WhatsApp Evernote Telegram Facebook Messenger Adicionando Links HTML…

Base deste conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *