Uma vez que o cheiro do seu corpo afeta seus relacionamentos amorosos?

Desde muito pequenos somos ensinados que o mau cheiro não é ideal. Ao contrário de muitas sociedades anteriores a nós, atualmente somos completamente obcecados pela aparência e a impressão que causamos. Dessa forma, muitas coisas acabam influenciando uma vez que percebemos a nós mesmos.

Quando crianças, por exemplo, aprendemos hábitos de higiene. Além de servir a questões de saúde, esses hábitos também desempenham um papel social muito grande. De forma universal, ninguém quer estar perto de quem não cheira muito. Essa inclusive é uma lição que se aprende muito cedo.

Ao observar crianças brincando, por exemplo, é possível perceber que o cheiro desempenha um papel importante. As crianças cheiram tudo ao seu volta e são muito estimuladas por isso. Mas se alguma criança do grupo não cheira muito, elas não tem pudor qualquer em expor em voz subida.

Seja “cheiro de cecê”, o “cheiro de xixi” ou outros cheiros em universal, as crianças aprendem desde muito cedo que rescender muito significa que você será melhor aceito. Além disso, os cheiros também estão diretamente associados a forma uma vez que percebemos a pessoa diante de nós, uma vez que: limpa ou suja, higiênica ou desleixada, etc.

No entanto, a forma uma vez que cheiramos – ou melhor, aquilo que exalamos – é muito mais multíplice do que exclusivamente um resultado de quantos banhos tomamos, ou quantas vezes lavamos nossa roupa. E é sobre isso que estamos falando cá.

NÍVEIS HORMONAIS

Um pouco muito curioso, no paisagem amoroso, é que os hormônios desempenham um papel muito interessante na forma uma vez que cheiramos. A ciência acredita, por exemplo, que as mulheres desenvolvem odor mais sedutor durante a tempo folicular do ciclo menstrual. Durante esse período, acredita-se que seu parceiro tende a se tornar mais atraído pelo odor exalado; da mesma forma, durante o período menstrual, o efeito é contrário. Já nos homens, os níveis de testosterona também podem desempenhar um papel relevante no quão atraentes eles são.

A ciência agora acredita que cada ser humano possui um cheiro privado. Isto é, uma vez que uma assinatura única, ou uma espécie de do dedo. Um experimento levado pela pesquisadora Agnieszka Sorokowska, psicóloga e técnico em olfato humano da Universidade de Wroclaw, na Polônia, é uma prova disso.

Isso, inclusive, vai além do tipo de perfume que usamos. Essas informações dizem saudação ao cheiro procedente que exalamos, aquele que expelimos pelos poros, pelo suor. Eis cá que o experimento se torna realmente relevante e interessante.

Antígeno Leucocitário Humano

O ALH são proteínas do corpo humano responsáveis por identificar células uma vez que sendo próprias ou exteriores, o que as tornam ameaças. Do ponto de vista científico, quanto mais diferentes forem os ALH de um parelha, melhores as chances do sistema imunológico de um eventual rebento biológico ser mais possante, mais diverso.

“Se você tem um parceiro geneticamente diferente em termos de perfil de odor corporal e imunológico, então seus filhos terão uma melhor resistência a patógenos”, diz Sorokowska.

Para testar a teoria de que o ser humano se atrai de forma inconsciente por pessoas com ALH diferentes, os pesquisadores convidaram um grupo de mulheres e um grupo de homens. De forma aleatória e sem identificação, as mulheres precisaram enfileirar camisetas usadas dos homens.

Elas não conheciam os voluntários e não sabiam o que estavam fazendo. Ainda assim, listaram os homens de ALH mais dissemelhante uma vez que mais atraentes. Esse teste mostra que fazemos escolhas inconscientes e motivadas por questões genéticas.

Apesar da invenção, os pesquisadores também concluíram que na vida prática os odores naturais não interferem nas escolhas sexuais. Isto é, por mais que você talvez se sinta mais atraído por uma pessoa pelo cheiro que ela exala, esse não é o único fator levado em conta.

O post Uma vez que o cheiro do seu corpo afeta seus relacionamentos amorosos? apareceu primeiro em Site de Curiosidades.

Base deste teor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *