Conheça 5 histórias chocantes de teletransporte na vida real

O fenômeno do teletransporte, ou seja, a capacidade de percorrer grandes distâncias em um piscar de olhos, vem chamando a atenção da humanidade há séculos, graças a diversos relatos chocantes sobre esse tipo de atividade. O noção de teletransporte diz saudação à capacidade de um varão se transportar de um lugar a outro de forma instantânea. Isso tem sido muito abordado em obras de ficção científica, mas há quem acredite que o fenômeno pode sobrevir no mundo real.

A teoria de teletransporte gera um fascínio irresistível sobre os homens, o que justifica o grande interesse da humanidade pelo objecto. A curiosidade é tanta que atualmente já existem grupos de cientistas que se dedicam exclusivamente a oriente tipo de possibilidade, o que mostra que a teletransportação está sendo tratada porquê um tema sério para estudo, pesquisa e exploração.

Já existem muitos casos bizarros e histórias que sugerem que o teletransporte humano é verosímil. Confira 5 casos realmente chocantes e inexplicáveis desse tipo de relato!

Os 5 casos mais misteriosos de supostas teletransportações

1. O Teletransporte de Carlos Mirabelli

O Teletransporte de Carlos Mirabelli

Carlos Mirabelli foi um médium e físico brasiliano, residente do Estado de São Paulo. Ele era bastante sabido por sua habilidade de realizar vários feitos aparentemente sobrenaturais, porquê a levitação e o teletransporte natural. Em 1926, Mirabelli estava prestes a embarcar em um trem que viajaria de São Paulo para o porto de Santos quando um de seus companheiros o viu caminhar em direção à plataforma e desvanecer no ar. Quando os amigos conseguiram contato com o médium, ele já estava na cidade de São Vicente, que fica a 56 quilômetros de Santos.

2. Gil Pérez, o Varão do Teletransporte

Gil Pérez, o Homem do Teletransporte

A história de Gil Pérez nos remete ao século 16, quando ele servia porquê soldado espanhol e guarda do palácio do governador em Manila. Em 24 de outubro de 1593, Perez decidiu tirar uma pequena soneca, recostado na parede do palácio. Quando ele abriu os olhos, ficou surpreso ao perceber que estava na Cidade do México. Por culpa dessa história, Perez acabou questionado pelo Tribunal da Questão. Ele foi recluso, mas acabou liberado qualquer tempo depois.

3. Maria Jesus de Agreda

Maria Jesus de Agreda

A venerável Maria Jesus de Agreda era uma franciscana e escritora místico, conhecida mormente por sua extensa correspondência com o rei Filipe IV, da Espanha. Ela relatou ter vivido simultaneamente em duas localidades: na Espanha e nas colônias da Novidade Espanha, no território onde hoje se encontram o Texas e o Novo México, nos Estados Unidos. Entretanto, relatos oficiais dizem que ela nunca saiu do convento espanhol. Por isso, acredita-se que ela tenha se teletransportado entre os dois locais mais de 500 vezes, entre os anos de 1620 e 1631.

4. Os portais de teletransporte de Al Kiessig

Os portais de teletransporte de Al Kiessig

Alguns casos de teletransporte envolvem portais, que levam as pessoas através do tempo e do espaço. Segundo Al Kiessig, em 1971, ele descobriu diversos portais nos estados do Missouri e Arkansas, nos Estados Unidos. Estes portais, supostamente, permitiam a teletransportação instantânea de um lugar para outro, seja no pretérito ou no porvir.

5. O desaparecimento dos Vidals

O desaparecimento dos Vidals

Um caso muito sabido e discutível de teletransporte humano ocorreu supostamente em 1968, quando o Dr. Geraldo Vidal e sua esposa, Raffo de Vidal, se teletransportaram enquanto estavam dirigindo ao longo de uma estrada rústico remota no Chascomus, uma província de Buenos Aires, na Argentina. O par teria sido envolvido por um nevoeiro e, de repente, apareceu na Cidade do México, a 6.400 km de intervalo da Argentina. Geraldo Vidal afirmou que não se lembrava do que havia ocorrido nas últimas 48 horas antes de chegar à Cidade do México.

Base deste teor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *