É provável soluçar permanentemente por anos e nunca resolver o problema

Há alguns dias o país acompanha a saga do presidente Jair Bolsonaro em mais uma internação. Os médicos que acompanham o caso já foram capazes de identificar uma obstrução intestinal uma vez que a origem do problema de saúde que o levou à emergência. Mas foram os sintomas que acabaram chamando a atenção.

Um dos primeiros sintomas sentidos pelo presidente foram soluços. Em universal, soluços costumam ser simples e por motivos passageiros. É normal que uma pessoa comece a soluçar do “nada” e pare de soluçar da mesma maneira. Nem sempre se torna um pouco a ser investigado, ou culpa de preocupação.

Ainda assim, o caso do presidente chamou a atenção. Segundo os médicos, a obstrução intestinal foi o motivo dos soluços. Bolsonaro chegou a ser internado e precisou ser submetido a cirurgia para resolver o problema. Mas o que sabemos sobre casos de soluço permanente?

Músico vive por 3 anos com soluço

Bolsonaro teve soluços por 14 dias até ter seu problema diagnosticado, mas já pensou viver 3 anos com esse problema? O músico Chris Sands viveu exatamente isso. Durante alguns períodos, ele chegou a soluçar a cada 2 segundos! Imagine a quantidade de transtornos que ele viveu durante esse período!

Sands passou por incontáveis médicos em procura de um diagnóstico, mas foi somente anos depois que acabou descobrindo o problema. Acontece que os médicos vasculhavam seu abdômen em procura da culpa dos soluços, mas o problema estava longe dali.

Sands participou de um programa de variedade japonês e foi convidado a fazer uma ressonância da cabeça para o programa, quando os médicos descobriram um tumor no cérebro do músico. Foi logo que o britânico descobriu o que estava acontecendo e pode fazer uma cirurgia.

Segundo diversos portais de notícia internacionais, o músico finalmente se libertou dos soluços após a cirurgia. Um documentário da BBC Inglesa mostrou o dia a dia de Sands e revelou o quanto um pouco tão simples quanto soluços pode se tornar um pesadelo.

O Inacreditável caso de Charles Osborne

Em 1922, Charles Osborne viu sua vida mudar da água para o vinho após um incidente generalidade. Enquanto tentava suspender um porco a termo de pesa-lo, ele sofreu uma queda. Desse acidente em diante, passou a soluçar ininterruptamente a cada 1,5 segundos. Por minuto, Osborne chegava a soluçar 40 vezes!

No caso de Charles, ele sempre teve certeza que o problema havia sido causado na queda. Os médicos nunca contrariaram a tese e, na verdade, reforçaram a suspeita. Um profissional consultado por Osborne afirmou que o acidente teria arruinado um vaso sanguíneo do “tamanho de um alfinete”, desabilitando a secção do cérebro que deveria ser responsável por inibir os soluços.

Osborne viveu por 68 anos com os soluços, que começaram de forma muito intensa mas se atenuaram ao longo das décadas. Ele foi pai de 8 filhos e chegou a atrair bastante atenção da mídia, mas viveu uma vida relativamente tranquila. O mais impressionante foi uma vez que sua história terminou.

Em fevereiro de 1990, Charles simplesmente parou de soluçar. Não houve tratamento, não houve cirurgia, coisa alguma. Charles parou de soluçar exatamente uma vez que começou: repentinamente. Ele viveu somente um ano depois disso e logo faleceu, em 1991.

O post É possível soluçar permanentemente por anos e nunca resolver o problema apareceu primeiro em Site de Curiosidades.

Base deste teor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *