Varão teve soluços ininterruptos por 68 anos

O livro dos recordes, divulgado uma vez que Guinness Book of World Records, tem um veste curioso sobre soluços. A publicação registrou o caso de um varão que soluçou de forma ininterrupta por 68 anos. De consonância com o livro, Charles Osborne soluçou de 1922 até 1990. Ele veio a falecer no ano seguinte ao término dos soluços, em 1991.

Levante foi o ataque de soluços mais longo da história até hoje. O Guinness Book relata que os soluços de Charles tiveram início em 1922, quando ele estava pesando um porco que iria para o abate.

O varão disse que estava com o bicho pendurado, mas que quando foi pegá-lo acabou caindo. Mesmo sem ter sentido dores, Charles consultou um médico, que disse que ele estava com um vaso sanguíneo do tamanho de um alfinete no cérebro. De consonância com o profissional, Dr. Terence Anthoney, oriente vaso havia transtornado uma pequena secção do cérebro que era responsável por inibir a resposta do soluço.

No início, os soluços de Osborne ocorriam a uma taxa de aproximadamente 40 vezes por minuto, em média. Mas, ao longo de sua vida, isso gradualmente diminuiu para murado de 20 soluços por minuto, até que eles finalmente pararam misteriosamente um ano antes de sua morte, em 1991.

Segundo o livro dos recordes, estima-se que Charles Osborne tenha soluçado mais de 430 milhões de vezes em sua vida!

Durante os tratamentos que fez para tentar parar os soluços, Charles aprendeu uma técnica que ajudava a minimizar o rumor típico dos soluços. Ele fazia exercícios de respiração, nos quais tinha que respirar metodicamente entre os soluços. A técnica foi ensinada a ele pelos médicos responsáveis pela Mayo Clinic.

Apesar dos soluços frequentes, Charles Osborne conseguiu levar uma vida normal. Ele chegou a se matrimoniar duas vezes, teve oito filhos e faleceu aos 97 anos de idade.

Charles Osborne Idoso

O único problema foi que, em determinada período de sua vida, ele teve que passar a manducar os provisões triturados ou batidos no liquidificador, pois era difícil engolir e permitir que a comida chegasse ao estômago por motivo dos soluços. Charles Osborne teve soluços em sua vida por 68 anos e viveu sem os soluços somente por 29 anos.

Caso recente de soluços ininterruptos

Curiosamente, outro caso envolvendo soluços aconteceu em 2006, quando um varão chamado Christopher Sands, de Lincolnshire, na Inglaterra, teve soluços sem parar por 3 anos. Sands era músico e vocalista de uma orquestra e teve problemas em sua curso por motivo dos soluços. Ele disse que, às vezes, não conseguia respirar adequadamente e acabava desmaiando por motivo dos soluços.

O varão ganhou a atenção da mídia em 2009. Médicos dos Estados Unidos investigaram e descobriram que havia um tumor no tronco cerebral que estava causando os soluços. Depois de uma cirurgia, os soluços pararam definitivamente.

Christopher Sands
Christopher Sands

Só a nível de curiosidade, o nome técnico dos soluços é flutter diafragmático sincrônico ou espasmo diafragmático.

Veja também:

O curioso soluço hipo tratável

Por que soluçamos depois de chorar bastante?

Quer parar de soluçar? A solução pode estar no seu traseiro

Base deste teor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *