Marido processou a esposa infiel depois de desvendar que fruto não era dele

Um caso bastante curioso e frágil foi notícia internacional. Um marido está processando sua esposa infiel depois de desvendar que o fruto de oito anos não é dele. O varão está exigindo que a mãe pague cada centavo que ele gastou na geração da rapaz.

O marido traído descobriu que sua esposa teve um caso extraconjugal. A ação está sendo julgada no Supremo Tribunal de Londres.

O varão, que não teve seu nome revelado, também está pedindo que a mulher pague por todos os danos morais e emocionais que causou. Ele afirma que passou por muita angústia e sofrimento e, por isso, decidiu processar a ex-mulher.

Um juiz da Suprema Golpe decidiu que a mãe deve racontar ao marido e ao fruto o nome do varão que ela diz ser o verdadeiro pai da rapaz. No entanto, o juiz também determinou que a notícia só seja dada à rapaz na hora certa.

O juiz disse que um assistente social daria conselhos e decidiria quando a rapaz deveria receber tais informações. A decisão foi proferida depois uma rodada de litígio e audiências privadas na Subdivisão de Família do Supremo Tribunal de Londres.


Subdivisão de Família do Supremo Tribunal de Londres. Crédito da imagem: PA

O juiz determinou que ninguém envolvido no caso poderia ser identificado nos relatos da prensa lugar.

Os detalhes deste processo surgiram em julho de 2019, quando o juiz publicou uma decisão anterior. O varão traído ficou devastado ao saber que ele não era o pai do garoto.

Agora, o juiz deve indagar se as reivindicações do varão relativas a cobrança dos valores gastos na geração da rapaz devem ser consideradas. A próxima audiência sobre o caso está marcada para o mês de outubro.

A justiça também deve realizar um julgamento sobre porquê o verba do par deve ser dividido depois o térmico do matrimónio. A forma porquê o varão descobriu que o menino era fruto de outra pessoa, com a qual sua mulher teria tido um caso, não foi revelada.

O varão foi impedido de publicar o nome do pai biológico da rapaz. Durante as audiências, o marido traído disse que a rapaz deveria ser informada de que ele não era seu pai verdadeiro, mas o juiz não acatou a solicitação de repentino. A mulher se mostrou enxurro de remorso durante as fases iniciais do processo.

Fontes: Daily mail, Mirror

Veja também:

Varão descobre que não é pai biológico de seus três filhos

Base deste teor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *