Mitos e verdades sobre a gelatina porquê aliada do bem-estar

A maioria das pessoas que tenta se nutrir melhor ou procura se preocupar com a saúde do corpo, principalmente pele e cabelos, provavelmente vai manifestar que gelatina faz super muito a saúde. De vestimenta, essa afirmação é verdadeira. A gelatina é um comida super benéfico. No entanto, não são todas as gelatinas.

Não são poucas as pessoas que fazem questão de comprar gelatina na hora das compras, sempre tendo a sobremesa na geladeira, para a hora que desancar aquela penúria, ou uma vontade de consumir um pouco dissemelhante. No entanto, essas opções do comida são muito traiçoeiras e, na verdade, podem fazer até mal para o corpo.

Acontece que as opções de gelatina presentes no mercado são sempre aquelas cheias de açúcar, corantes, estabilizantes e um monte de outras propriedades em sua composição que, no fundo, não fazem nem um pouco muito ao corpo humano. Esses produtos deveriam até mesmo ser evitados, se a sua meta for uma alimentação mais saudável e equilibrada. Então o que fazer?

Bom, a maioria das pessoas procura consumir gelatinas por alguns mesmos motivos: por ser uma sobremesa baixa em calorias, saborosa e composta basicamente de aminoácidos, o que favorece a formação do colágeno – que é a novidade febre, por ser fundamental a saúde dos tecidos do corpo.

É verdade que, partindo do princípio da presença dos aminoácidos e dos benefícios dessa substância, até faz sentido pensar no benefícios que a gelatina pode oferecer. Mas o ponto é entender que esses benefícios dificilmente vão ser encontrados nos produtos do mercado, que são pensados porquê opções de sobremesa e não porquê coligado na saúde da pele, ou dos cabelos.

Então se você realmente quer benefícios para as articulações, ossos, unhas, cabelos e pele, o que fazer? Uma boa opção é ingerir provisões ricos em colágeno. Carnes (vermelha, peixe e frango) são ricas em colágeno. Além disso, você pode exorbitar de provisões que sabidamente favorecem a produção de colágeno pelo corpo, e a lista é imensa:

  • Hortifrúti: tomate fresco, salsa, agrião, pimentão cru, morango, cereja, tangerina, kiwi, caju, mamão, goiaba, limão, laranja, abacaxi.
  • gema de ovo, fírebanho, farinha de trigo integral, feijão preto, camarão, peixes (selênio)
  • frango, clara de ovo, ostras, mariscos, carnes vermelhas, miúdos, fígados e nozes (zinco)

Mas, se ainda assim, você não quiser furar mão de um resultado porquê gelatina. Então abandone as industrializadas e faça um teste com colágeno hidrolisado. Esse “hidrolisado” significa unicamente que o colágeno foi quebrado em diversas moléculas, a apresentação geralmente é em pó, podendo também ser em cápsulas.

Tenha em mente duas coisas:

O consumo diário dessa substância recomendado é de 10 gramas, então uma colher de sobremesa por dia já é suficiente. Você pode incluir o colágeno na sua alimentação, em pratos doces ou salgados, aí vale a originalidade.

Outra coisa a se ter em mente: só consumir colágeno não vai te levar a nenhum resultado, independente de qual ele seja. Você precisa se nutrir muito, fazer exercícios e, de preferência, ter seguimento profissional para realizar o monitoramento das suas taxs.

O post Mitos e verdades sobre a gelatina porquê aliada do bem-estar apareceu primeiro em Site de Curiosidades.

Base deste teor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *